Deslizamento na Asa Sul: forças de segurança atuam de forma integrada

O incidente foi em uma obra particular na 709 Sul

Resultado de imagem para Deslizamento na Asa Sul
Os órgãos da Segurança Pública do Distrito Federal atuaram de forma conjunta, nesta terça-feira (10), após o desabamento parcial da cortina de contenção de uma obra particular na 709 Sul. O incidente resultou no deslizamento de terra de uma obra particular e quatro carros caíram na cratera aberta.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) chegou ao local para atuar no controle de tráfego e bloquear a área para evitar sobrepeso na W4 Sul. A Defesa Civil solicitou que o expediente de estabelecimentos próximos ao local fosse encerrado mais cedo, de forma preventiva.

“Foi necessário que o local os prédios próximos fossem evacuados para nos certificarmos das condições do local e se não havia probabilidade de novo desabamento, mas poderá voltar à normalidade amanhã”, explicou o subsecretário da Defesa Civil, Sérgio Bezerra.

Bezerra disse ainda que a intervenção da empresa será imediata. “O local ficará isolado para que a empresa faça a recomposição da cortina de concreto ao redor da obra. A liberação para início do reparo já foi feito por meio de um Termo de Notificação”.

Não houve vítimas, mas foi constatado danos materiais. Os donos dos veículos que caíram na cratera foram contatados para certificação de que não havia ninguém nos carros. Os responsáveis pela obra fizeram a contagem para certificar que todos os funcionários da obra estavam bem, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF).

Nesta tarde, caíram chuvas fortes com rajadas de vento e raios no Distrito Federal. A Defesa Civil, que é vinculada à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF), enviou alerta de chuvas fortes para a população do Distrito Federal que é cadastrada em seu sistema de alertas, via SMS.